© 2019 by Ana Sabiá 

  • Instagram
  • Facebook
  • Twitter
  • You Tube

Surreal landscapes, 2019

1/22

Surreal Landscapes  (em construção)


Iniciado em abril de 2019 a partir de uma visitação à Brumadinho/MG, duas situações ambientais me golpearam indelevelmente: a exuberância da biodiversidade presente no projeto paisagístico de Inhotim e a devastação ambiental criminosa produzida pela empresa mineradora Vale com o rompimento da barragem do Córrego do Feijão. 
Esses dois extremos, norteados pelo impacto visual, psicológico e social, me provocaram contar por meio da documentação fotográfica in loco uma espécie de estória infantil, onde tanto elementos concretos quanto os da fantasia convivem simultâneos na possibilidade de transcendência do racional para a esfera da subjetividade e da imaginação. 
Por intermédio de composições que apresentam um enquadramento fechado, apreensão e interesse pelos detalhes, subversão da linha do horizonte e alteração das cores reconhecidamente naturais, as paisagens ganham aspectos fantásticos, sombrios, surreais e ficcionais, em espécies de contos literários que povoam o universo das crianças e adultos com monstros, fadas, duendes e bicho-papão. 
A intenção é trazer uma espécie de ludicidade visual para tratar de assuntos urgentes que afetam e contaminam nossa vida pessoal, social e econômica nas oportunidades e contextos em que a arte se afirma necessariamente política. 
A partir da primeira parte do êxtase, o percurso do ensaio buscará trazer a devastação, ainda em processo de reflexão e experimentação.