© 2020 by Ana Sabiá 

  • Instagram
  • Facebook
  • Twitter
  • You Tube

enciclopédia dos sentimentos universais, 2020

1/6

Enciclopédia dos sentimentos universais (em construção)

A folha em branco à espera do primeiro traço.

A tela em branco à espera das possibilidades.
Branco como oportunidade de intervenção.

A presença humana que faça uso desse campo.

Bloco de notas de pensamentos e ideias.

Páginas avulsas e descontínuas como liberdade e rearranjo.

Memória como afirmação do agora.

A constituição dos afectos e perceptos como um dicionário subjetivo.

A enciclopédia como um aglomerado de retalhos dos complexos sentimentos.